Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

from my orchid kitchen

ideias simples e caseiras para (quase) todos os gostos, da minha cozinha para a vossa

from my orchid kitchen

ideias simples e caseiras para (quase) todos os gostos, da minha cozinha para a vossa

Sex | 15.01.21

BOLACHAS DE AVELÃ, CAFÉ E CANELA

Para quem adora café e gosta de avelã estas bolachas crocantes são uma sugestão a experimentar para saborear acompanhadas por uma bebida quente.

(click here for recipe in english)

bolacha-avela-cafe-canela-hazelnut-coffee-cinnamon

Receita de Bolachas de avelã, café e canela

para notas sobre a receita ler mais abaixo

 

ingredientes

1 ovo

80 gr de manteiga

50 gr de açúcar de côco

50 gr de farinha de avelã

150 gr de farinha

1/2 colher (chá) de canela

1 colher (chá) de café solúvel

1/2 colher (chá) de fermento

 

preparação

Bate-se a manteiga com o açúcar.

Adiciona-se o ovo, envolvendo bem.

Numa taça misturar a farinha com a farinha de avelã, o fermento, a canela e o café.

Acrescenta-se esta mistura de ingredientes secos à mistura de ovo, manteiga e açúcar e envolve-se de modo a estar tudo bem ligado.

Forma-se um disco de massa achatado, cobre-se com película aderente e coloca-se no frigorífico pelo menos durante 20 minutos.

Após esse tempo, coloca-se a massa entre 2 folhas de papel vegetal e estende-se com o rolo da massa até atingir cerca de 3 mm de espessura.

Com um cortador de bolachas ou um copo fazem-se as bolachas, que se vão colocando num tabuleiro untado ou forrado com papel vegetal.

Leva-se ao forno a 180ºC durante cerca de 15 minutos.

 

Outras receitas de bolachas:

Bolachas de manteiga de amêndoa com pepitas de chocolate

Bolachas fôfas de farinha de côco

 

bolacha-avela-cafe-canela-hazelnut-coffee-cinnamon

 

Os Ingredientes

 

  • Ovo - vai ligar todos os restantes ingredientes destas bolachas.
  • Manteiga - é a fonte principal de gordura e que contribui para a textura crocante das bolachas.
  • Açúcar de côco - pode-se utilizar qualquer tipo de açúcar, mas o açúcar de côco ou o açúcar mascavado conferem um sabor semelhante ao caramelo que combina muito bem com os sabores da avelã, canela e café.
  • Farinha de avelã - apesar de não ser em muita quantidade, o seu sabor irá ser o principal juntamente com o do café. Para obter farinha de avelã basta triturar finamente numa picadora os 50 gr de avelã (com ou sem pele, e pode ou não ser ligeiramente tostada previamente).
  • Farinha de trigo e Fermento - são ingredientes que dão corpo e algum volume às bolachas. A farinha de trigo pode ser substituída por espelta ou então por mix de farinhas sem glúten.
  • Canela - é outro aroma que complementa estas bolachas juntamente com o café e avelã.
  • Café - se se quiser pode-se usar apenas 1/2 colher de chá para que o sabor do café seja menos intenso, ou em alternativa usar uma mistura solúvel semelhante ao café (eu também já experimentei com esta mistura nesta receita).

 

Modo de preparação

 

  • Começa-se por ter a manteiga e o ovo à temperatura ambiente. Se necessário, amolecer um pouco mais a manteiga, mas sem a derreter completamente.
  • Bater a manteiga juntamente com o açúcar até este ficar totalmente dissolvido.
  • Adiciona-se depois o ovo inteiro, envolvendo bem.
  • À parte numa taça misturam-se as farinhas de trigo e avelã juntamente com o fermento.
  • A estes acrescentam-se o café solúvel e a canela em pó.
  • Aos poucos envolve-se a mistura anterior de farinhas aos ingredientes húmidos até estar tudo bem ligado e homogéneo.
  • Molda-se uma bola de massa que posteriormente se achata e se cobre com um pouco de película antiaderente.
  • Para que depois se possa estender, deve-se colocar no frigorífico no mínimo durante 20 minutos.
  • Retira-se então a massa do frio e coloca-se entre 2 folhas de papel vegetal para facilitar o deslizar do rolo da massa, esticando-a até obtermos cerca de 3 a 4 mm de espessura.
  • Usando um cortador/molde de bolachas ou outro utensílio que se tenha, cortam-se as bolachas. Volta-se a juntar as sobras, esticando a massa novamente e cortando até que esta se esgote.
  • Com cuidado, colocam-se as bolachas num tabuleiro untado ou forrado com papel vegetal.
  • Leva-se ao forno a 180ºC durante cerca de 15 minutos ou até começarem a ganhar côr.

bolacha-avela-cafe-canela-hazelnut-coffee-cinnamon

 

 

 

Obrigado pela visita

Não se esqueça de SUBSCREVER para receber cada post directamente no seu e-mail.

 

Siga o blog 

FACEBOOK  |  PINTEREST INSTAGRAM

Sab | 09.01.21

PUDINS DE SUMO DE LARANJA E CÔCO

(sem glúten e sem forno)

Estes pudins são muito fáceis de fazer e só com 4 ingredientes simples e acessíveis, que farão as delícias daqueles que adoram laranjas.

(click here for recipe in english)

pudins-sumo-laranja-orange-juice-puddings_1.jpg

Tomei conhecimento desta receita através de um vídeo, e ficou-me na ideia de que quando chegasse a época dos citrinos a teria de experimentar. Fiz apenas duas alterações que foi a de diminuir a quantidade de açúcar e também acrescentei um pouco da raspa porque quis intensificar o sabor a laranja.

As quantidades apresentadas servem de base e rendem 4 pudins pequenos, por isso basta calcular as equivalências face ao sumo de laranja que quiserem usar.

 

Receita de Pudins de sumo de laranja e côco

para notas sobre a receita ler mais abaixo

 

ingredientes

200ml de sumo de laranja (aprox. 2 laranjas)

1 colher (café) de raspa de laranja (opcional)

1 a 2 colheres (sopa) de açúcar

25 gr de amido de milho

Côco ralado (para polvilhar)


preparação

Raspar um pouco de casca de laranja, e espremer o sumo.

Colocar o sumo numa caçarola ou tacho pequeno e acrescentar a raspa, o açúcar, e o amido de milho.

Levar ao lume, mexendo sempre até engrossar.

Dividir o creme por tacinhas ou fôrmas.

Levar ao frigorífico por cerca de 2 horas.

Depois de bem solidificados, retirar das fôrmas e passar por côco ralado.

 

Adaptado de "Dolce con arancia"

pudins-sumo-laranja-orange-juice-puddings_2.jpg

Outras receitas de pudins frescos:

PUDIM FRESCO DE MANGA E ANANÁS

 

Os Ingredientes

 

  • Laranjas - na receita original e noutras semelhantes, é usado apenas o sumo da laranja e omitida a raspa. Também já experimentei sem a raspa de laranja e os pudins ficam igualmente saborosos, mas a presença de um pouco de raspa faz a diferença (digo um pouco porque as quantidades dos restantes ingredientes não são muitas e depois o sabor ficaria demasiado intenso).
  • Açúcar - a quantidade necessária vai depender da doçura natural das laranjas e do gosto pessoal de cada um. Não cedam à tentação de acrescentar muito açúcar se o sumo fôr muito ácido, pois melhora um pouco mas nunca neutraliza totalmente a acidez.
  • Amido de milho - é o agente que vai dar consistência ao pudim, ao ser cozido no sumo de laranja.
  • Côco ralado - este ingrediente não só vai melhorar os pudins do ponto de vista da apresentação, mas também ao nível do sabor pois tem uma doçura natural que complementa o da laranja.


Modo de preparação

 

  • Depois de lavar bem a casca das laranjas, retira-se um pouco de raspa de uma delas (cerca de 1 colher de café).
  • De seguida, espreme-se o sumo das laranjas e mede-se a quantidade (geralmente, 1 laranja média dará cerca de 100ml de sumo) e calcula-se as quantidades necessárias conforme a receita-base descrita acima. Para fazer ligeiros acertos na quantidade de sumo pode-se acrescentar um pouco de água.
  • Num recipiente não muito grande que possa ir ao lume, colocam-se o sumo e raspa da laranja juntamente com o açúcar e o amido de milho.
  • Mexe-se bem com uma vara de arames até o amido de milho e açúcar estarem bem dissolvidos.
  • Leva-se a lume brando, e mexendo sempre, deixa-se engrossar.
  • Divide-se o creme por tacinhas ou fôrmas (aqui usei 4 fôrmas pequenas de queques), mas também se pode optar por colocar numa só fôrma maior para servir um único pudim.
  • Leva-se ao frigorífico no mínimo durante 2 horas (eu deixei de um dia para o outro).
  • Coloca-se um pouco de côco ralado num prato.
  • Retiram-se das fôrmas e passam-se um a um pelo côco ralado, e servem-se.

 

 

 

Obrigado pela visita

Não se esqueça de SUBSCREVER para receber cada post directamente no seu e-mail.

 

Siga o blog 

FACEBOOK  |  PINTEREST INSTAGRAM

 

Dom | 03.01.21

CREPES DE BANANA SEM FARINHA

(2 ingredientes)

Estes simples crepes de banana não usam qualquer tipo de farinha, e apresentam uma textura fôfa e húmida.

(click here for recipe in english)

crepes-banana-2ing_2.jpg

Algumas receitas de crepes e panquecas muitas vezes referem que são "sem farinha" mas depois na lista de ingredientes apresentam 1 ou mais farinhas que não a de trigo, geralmente a de aveia, amêndoa ou côco.

Neste caso porém, só necessitamos de 2 ingredientes - ovos e banana, podendo depois acrescentar outros ingredientes a gosto.

 

Receita de Crepes de banana sem farinha

para notas sobre a receita ler mais abaixo

 

ingredientes

4 ovos

2 bananas

1/4 colher (chá) de canela (opcional)

1 colher (chá) de baunilha (opcional)

 

preparação

Num recipiente como o copo de varinha mágica ou liquidificador, colocar todos os ingredientes.

Triturar tudo até obter um creme liso e sem grumos.

Untar uma frigideira ou crepeira com óleo ou manteiga.

Quando estiver quente, verter um pouco do creme até cobrir o fundo da frigideira.

Quando começar a apresentar algumas “bolhas”, e com a ajuda de uma espátula, soltar as bordas do crepe, e virar com cuidado para ganhar côr do lado oposto.

 

Adaptado de "3 ingredient banana pancakes"

crepes-banana-2ing_3.jpg

Outras receitas de crepes:

CREPES DE BANANA (sem glúten e sem lactose)

 

Os Ingredientes

 

  • Ovos - são o ingrediente principal destes crepes.
  • Bananas - a principal função desta fruta que deve estar algo madura é adoçar os crepes e adicionar-lhe alguma fibra. Para esta receita não convém que se usem bananas congeladas, uma vez que apresentam mais humidade e poderiam alterar a consistência dos crepes.
  • Canela e Baunilha - são 2 elementos opcionais que servem apenas para aromatizar os crepes. Podem ser substituídos por outros temperos a gosto.

 

Modo de preparação

 

  • Partem-se os ovos para dentro de um liquidificador ou copo de varinha mágica.
  • Acrescentam-se as bananas descascadas e em pedaços.
  • Juntam-se a canela e a baunilha.
  • Tritura-se tudo bem até obter um creme liso e sem grumos.
  • Unta-se uma frigideira ou crepeira com um pouco de óleo ou manteiga.
  • Quando esta estiver quente, verte-se um pouco do preparado (para cada crepe usei a medida de 1/4 de chávena) até cobrir o fundo da frigideira. Convém que sejam cozinhadas em lume baixo para que não fiquem demasiados escuras.
  • Quando começar a apresentar um pouco de côr e algumas “bolhas”, e com a ajuda de uma espátula, tentar soltar as bordas do crepe, e virar com cuidado para ganhar côr do lado oposto.
  • Como usei a minha crepeira de 22 cm reparei que é difícil virar estes crepes sem os danificar (pois não têm farinha), por isso limitei-me a dobrá-los a meio e depois então virei-os para cozinhar do lado oposto. Sendo assim, e para esta receita recomendo que façam os crepes numa frigideira mais pequena para que seja mais fácil virá-los inteiros.
  • Servir acompanhados com fruta e/ou gelado, ou então simples só com açúcar em pó, mel ou chantilly.
  • Rendeu-me cerca de 8 crepes com as dimensões mencionadas.

crepes-banana-2ing_1.jpg

 

 

Obrigado pela visita

Não se esqueça de SUBSCREVER para receber cada post directamente no seu e-mail.

 

Siga o blog 

FACEBOOK  |  PINTEREST INSTAGRAM