Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

from my orchid kitchen

ideias simples e caseiras para (quase) todos os gostos, da minha cozinha para a vossa

from my orchid kitchen

ideias simples e caseiras para (quase) todos os gostos, da minha cozinha para a vossa

Sex | 16.04.21

"MOUSSE" DE BATATA DOCE E CHOCOLATE

(sem glúten, sem lactose)

Nesta sobremesa a cremosidade é obtida pela polpa de batata doce cozida, à qual se acrescenta cacau e a doçura não recorre a açúcares refinados.

 

(click here for recipe in english)

mousse-batata-doce-chocolate-sweet-potato mousse_1

Apesar de se assemelhar a uma mousse de chocolate, não é realmente porque para ter a designação de "mousse" era necessário que tivesse como ingrediente claras em castelo e/ou natas batidas, criando assim algumas bolhas de ar na sua textura.

 

Receita de "Mousse" de batata doce e chocolate

para notas sobre a receita ler mais abaixo

 

ingredientes

400 gr de batata doce (cozida ou assada)

30 gr de cacau

80ml a 150ml de leite (de qualquer tipo)

3 colheres (sopa) de maple syrup (xarope de ácer)

1 colher (chá) de baunilha

1 colher (sopa) de Vinho do Porto, Brandy ou licor de chocolate (opcional)

Chantilly (opcional - para decorar)

Raspas ou granulado de chocolate (opcional - para decorar)

 

preparação

Depois de assar ou cozer a batata doce, triturar até obter um puré e deixar arrefecer.

Acrescentar os restantes ingredientes: o cacau, o xarope de ácer, a baunilha, o Vinho do Porto e os 80ml de leite, e misturar tudo.

Ajustar a cremosidade a gosto acrescentado aos poucos mais leite.

Dividir o preparado por taças ou copos, e colocar no frigorífico.

Decorar a gosto.

 

mousse-batata-doce-chocolate-sweet-potato mousse_2

 

Os Ingredientes

 

  • Batata doce - nesta "mousse" usei batata doce de polpa laranja, mas também pode ser usada a de polpa branca. A melhor maneira de cozinhar a batata doce é a vapor ou assada no forno para que retenham as vitaminas. Se fôr cozida em água deve-se deixar arrefecer completamente para que a humidade em excesso evapore.
  • Cacau em pó - também se pode usar chocolate em pó, mas convém ajustar a quantidade de xarope uma vez que chocolate já tem açúcar.
  • Xarope de ácer (Maple syrup) - pode ser substituído por xarope de agave ou outro adoçante semelhante de origem natural. Como a batata doce já possui alguma doçura, não é necessário muito adoçante.
  • Baunilha - ingrediente (quase) indispensável em muitas sobremesas.
  • Vinho do Porto - é opcional e serve apenas para elevar o sabor da "mousse", e pode ser substituído por outra bebida alcoólica a gosto. Já experimentei também com este licor de chocolate.
  • Leite - a quantidade necessária é variável conforme a textura (mais espessa ou mais leve) que se desejar para esta sobremesa.

 

Modo de preparação

 

  • Começa-se por cozinhar a batata doce: se fôr a vapor, descascam-se as batatas e cortam-se em cubos médios e cozinham-se por aproximadamente 20 minutos (quanto mais pequenos forem os cubos, mais rápida é a cozedura); se fôr assada no forno descascam-se e assam-se inteiras a 200ºC por cerca de 30 minutos; se fôr cozida em água, descascam-se e cortam-se em cubos e cozinham-se por 15 a 20 minutos (também aqui quanto mais pequenos forem os cubos, mais rápida será a cozedura) deixando-se arrefecer para que a humidade excedente evapore.
  • Tritura-se então a polpa da batata doce até obter um creme. Quem não tiver um processador ou robot de cozinha pode usar um passe-vite ou um esmagador de batata.
  • Ao puré adicionam-se então o cacau em pó, o xarope de ácer, a baunilha, o Vinho do Porto (ou outra bebida) e os 80ml (1/3 de chávena) de leite, e envolve-se tudo até obter um creme homogéneo.
  • Conforme se goste de um creme mais espesso ou mais leve, acrescenta-se (ou não) aos poucos mais leite.
  • Coloca-se o creme em taças ou noutros recipientes e leva-se a solidificar ao frigorífico.
  • Nesta versão as taças foram decoradas com algum chantilly (natas frescas batidas com um pouco de açúcar).

 

 

 

Obrigado pela visita

Não se esqueça de SUBSCREVER para receber cada post directamente no seu e-mail.

 

Siga o blog 

FACEBOOK  |  PINTEREST INSTAGRAM

Sex | 02.04.21

PÃO-DE-LÓ

(7 ovos)

Bolo fôfo tradicional feito apenas com 3 ingredientes - ovos, açúcar e farinha.

 

(click here for recipe in english)

pao-de-lo-7_1.jpg

O Pão-de-Ló é daquelas receitas que se podem fazer em qualquer altura do ano, e que tem quase tantas versões como o bacalhau. No entanto, é na Páscoa e no Natal que a sua presença é obrigatória.

E esta é apenas mais uma versão deste bolo tão simples e que todos apreciam.

 

Receita de Pão-de-Ló

para notas sobre a receita ler mais abaixo

 

ingredientes

7 ovos

 250 gr de açúcar

 125 gr de farinha

Pitada de sal

 

preparação

Forrar o fundo de uma fôrma de cano com cerca de 22cm de diâmetro com manteiga e depois com papel vegetal.

Separar as gemas das claras, colocando cada em taças grandes.

Na taça das gemas adicionar o açúcar.

Bater muito bem as gemas com o açúcar até obter um creme esbranquiçado e bastante fôfo.

Aos poucos, envolver a farinha, mas sem bater demasiado.

Bater as claras em castelo firme com uma pitada de sal.

Envolver as claras cuidadosamente no preparado anterior.

Verter para a fôrma e colocar no forno a 180ºC entre 25 a 30 minutos.

Retirar do forno e deixar arrefecer na fôrma.

Desenformar, passando uma faca à volta da fôrma e inverter depois para um prato.

 

pao-de-lo-7_2.jpg

Os Ingredientes

 

  • Ovos - são o ingrediente principal deste bolo, em que as claras batidas em castelo permitem incorporar ar no bolo e dar-lhe volume e a textura fôfa que se espera deste tipo de pão-de-ló.
  • Farinha - há quem use farinha com fermento em receitas de pão-de-ló, mas esta é de origem tradicional e utiliza apenas farinha de trigo fina sem fermento.
  • Açúcar - para além de adoçar, a presença da açúcar aliada às claras em castelo cria também a textura ligeiramente húmida que este tipo de bolo deve apresentar.

 

Modo de preparação

 

  • Deve-se começar por forrar a fôrma a utilizar (neste caso usei uma de cano com 22cm). Para que o pão-de-ló não abata ao arrefecer, não vamos untar as laterais da fôrma mas apenas o fundo forrando este com papel vegetal (corta-se o papel com o diâmetro do fundo da fôrma e depois corta-se no meio outro círculo com o diâmetro do cano). Reserva-se.
  • Arranjam-se 2 taças grandes, uma será para bater as claras em castelo e a outra para bater os restantes ingredientes do bolo.
  • Partem-se então os ovos separando as claras das gemas.
  • Adiciona-se o açúcar às gemas e batem-se bem até dobrar de volume e apresentar um tom amarelo pálido.
  • Com a ajuda de uma colher ou espátula, vai-se envolvendo a farinha aos poucos e sem bater.
  • Na taça onde estão as claras, adiciona-se uma pitada de sal e batem-se então em castelo firme.
  • Novamente com a ajuda de uma colher ou espátula, envolvem-se as claras na mistura de gemas, açúcar e farinha, mas com cuidado e sem bater para que não percam as bolhas de ar criadas ao bater as claras.
  • Verte-se para a fôrma e coloca-se no forno a 180ºC entre 25 a 30 minutos.
  • Retira-se do forno e deixa-se arrefecer na fôrma.
  • Para desenformar, passa-se uma faca pelas laterais da fôrma e coloca-se depois num prato de servir.

 

pao-de-lo-7_3.jpg

 

 

 
 

Obrigado pela visita

Não se esqueça de SUBSCREVER para receber cada post directamente no seu e-mail.

 

Siga o blog 

FACEBOOK  |  PINTEREST INSTAGRAM