Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

from my orchid kitchen

ideias simples e caseiras para (quase) todos os gostos, da minha cozinha para a vossa

from my orchid kitchen

ideias simples e caseiras para (quase) todos os gostos, da minha cozinha para a vossa

Qui | 28.05.20

SHERBET DE PÊSSEGO

(2 ingredientes)

Receita perfeita para fazer (com ou sem máquina de gelados) para aproveitar quando há muitos pêssegos sumarentos e a temperatura começa a subir, e sabe bem uma sobremesa fresca.

(click here for recipe in english)

pessego-sherbet-peach_2.jpg

Aqui em Portugal o termo sherbet não é muito conhecido, até porque temos o hábito de apelidar de "gelado" todos os cremes congelados que servimos a acompanhar sobremesas, ou em cone/taça com o formato das tradicionais bolas.

 

Diferenças entre sherbet, sorvete e gelado

 

  • Sorvete - não contém nenhum tipo de lacticínio, apenas sendo composto por fruta e açúcar (ou outro adoçante) e por vezes é-lhe também adicionada água.
  • Sherbet - é composto por um lacticínio (geralmente leite ou natas) com pouca gordura (entre 1% e 2%), fruta, e pode ter também claras de ovo e gelatina. É similar ao sorvete, mas mais cremoso.
  • Gelado - tem sempre algum conteúdo lácteo gordo (à excepção de gelados vegan, que têm outros ingredientes) no mínimo de 4% e açúcar, aos quais são adicionados outros elementos como chocolate, caramelo, fruta variada, bolachas, pedaços de bolo, etc.

 

Receita de Sherbet de pêssego

para notas sobre a receita ler mais abaixo

 

ingredientes

6 pêssegos médios

100 gr a 200 gr de leite condensado magro

 

preparação

Descascar os pêssegos, cortar ao meio e retirar-lhes o caroço.

Cortar cada metade de pêssego em gomos finos (quanto mais finos melhor).

Colocar os gomos espalhados num tabuleiro forrado com papel vegetal, sem que se sobreponham muito, e levar ao congelador.

Deixar congelar, e passadas umas 3 ou 4 horas retirar do frio.

Colocar o pêssego num processador, robot de cozinha, ou liquidificador (que seja apto a triturar gelo, senão pode danificar) e por cima verter 100gr de leite condensado.

Triturar tudo até obter um puré gelado.

Provar, e se achar necessário, adicionar mais leite condensado.

Verter a mistura para uma caixa própria a guardar alimentos (tipo tupperware).

Guardar no congelador, e retirar 10 minutos antes de servir como para outro gelado qualquer.

 

preparação (na máquina de gelados)

Descascar os pêssegos, cortar ao meio e retirar-lhes o caroço.

Colocar a fruta num processador, robot de cozinha ou liquidificador e triturar bem.

Misturar os 100 gr de leite condensado no puré de pêssegos, e misturar bem.

Provar, e se achar necessário, adicionar mais leite condensado.

Montar a máquina de fazer gelados, conforme o modelo usado.

Ligar a máquina, e aos poucos verter a mistura para dentro da cuba.

Quando a mistura estiver com a textura de gelado mole, retirar o conteúdo e colocar numa caixa própria a guardar alimentos (tipo tupperware).

Guardar no congelador, e retirar 10 minutos antes de servir como para outro gelado qualquer.

 

Adaptado de "Peach sherbet"

pessego-sherbet-peach_1.jpg

Os Ingredientes

 

São apenas necessários 2 ingredientes para fazer esta fresca sobremesa:

  • Pêssegos - podem ser substituídos por outras frutas, como morangos, manga, framboesas, alperces, ananás, etc desde que estejam maduras, não só porque são mais doces (e assim ser necessária menos quantidade de leite condensado) mas também porque a polpa é mais cremosa.
  • Leite condensado - costumo usar sempre a variedade com menor teor de gordura, mas poderá ser usado leite condensado normal. A quantidade a adicionar irá depender da doçura natural da fruta e também do gosto de cada um. Não tive oportunidade de experimentar ainda com leite condensado de côco, mas calculo que também resulte.

 

Modo de preparação

 

  • Começa-se por descascar e retirar o caroço aos pêssegos.
  • Cortam-se os pêssegos em gomos finos, e dispõem-se espalhados e separados num tabuleiro forrado com papel vegetal (para que a fruta não cole ao tabuleiro) para que o processo de congelação seja rápido e seja igualmente rápido triturar e com menos esforço para a máquina usada para o fazer.
  • O sherbet resultante é pouco firme, por isso convém voltar ao congelador dentro de uma caixa própria para o efeito até à hora de servir.
  • No caso de (como eu) fazerem esta receita recorrendo a uma máquina de gelados, não necessitam congelar previamente o pêssego porque a máquina tratará de o fazer.
  • Neste caso então, basta triturar o pêssego descascado e descaroçado e adicionar-lhe o leite condensado. Preferi não triturar muito finamente, por isso ainda são visíveis pequenos pedacinhos de fruta nas bolas de sherbet.
  • Depois de gelado na máquina, a textura será semelhante à do processo sem máquina (talvez um pouco mais sólida) por isso é também recomendado que volte ao congelador até servir.

 

 

 

Obrigado pela visita

Não se esqueça de SUBSCREVER para receber cada post directamente no seu e-mail.

 

Siga o blog 

FACEBOOK  |  PINTEREST  |  INSTAGRAM